eSports um case de sucesso!

O universo dos jogos sempre teve marcas fortemente atuantes, com patrocínio significativo e um marketing bem estruturado. Porém, com o passar do tempo, grandes nomes de outros setores (sendo assim chamadas de não endêmicas) passaram a traçar estratégias para se inserirem no mundo gamer.



Com novos planos de marketing, o patrocínio de marcas inclusive de luxo (Gucci e Louis Vuitton) se fizeram presentes no universo dos eSports, mas não de qualquer maneira: essas marcas, assim como muitas outras, estudaram como funciona os comportamentos das plataformas e dos públicos e, a partir daí, aplicaram as estratégias com autenticidade.

O Brasil possui grande expressividade no eSports, ocupando o terceiro lugar no ranking mundial e isso, obviamente, chama muita atenção de grandes marcas que pretendem não só investir financeiramente em times do consagrado League of Legends: é também uma enorme oportunidade de estreitar laços com o público-alvo desse nicho consumidor e promover experiências.



A Gillette foi uma marca pioneira a visar eSports em nosso país, tendo feito sua aparição no CBLOL (Campeonato Brasileiro de League of Legends) em parceria com influenciadores digitais do mundo dos jogos, para promover seu novo produto mas sem sair do foco que envolva os jogos.


Outro forte nome é a Coca-Cola, que apoia um dos maiores times do Brasil, a Pain Gaming, e passou a agregar investimentos da marca para com os adeptos de forma direta.



Já a Netshoes, conhecida por comercializar artigos de modalidades esportivas, decidiu estender-se para os eSports também, adquirindo os direitos do time eSportsFlix, equipe de jogadores de FIFA, e o bom resultado da equipe no campeonato resultou na incorporação do mesmo nas estratégias de marketing da Netshoes.


De maneira bastante interessante a SKY fez sua imersão com um evento beneficente que, ao mobilizar a comunidade gamer para disputar partidas no que ficou conhecido como “Sky For Gaming” em São Paulo, gerou fundos para ONGS.


Além do gigantesco League Of Legends, a Lupo decidiu desbravar mais ainda e passou a ser patrocinadora do Team oNe eSports, um dos times mais promissores do nosso país. A equipe que já foi campeã do CBLoL também foi vitoriosa no Counter Strike e decolou internacionalmente de maneira bastante competitiva no Rainbow 6 Siege e Fortnite.


É interessantíssimo que o eSports tenha passado a fazer parte dos planos de marketing de empresas já consagradas nacional e internacionalmente, uma vez que são elas que traçam estratégias para marcar presença unindo a promoção da qualidade do seu produto com as necessidades e vontades do público-alvo que já está presente na comunidade gamer.


A autenticidade e o dinamismo são as chaves mestra e o retorno é muito positivo para as investidoras, pois o eSports gera lucros gigantescos (em 2016, por exemplo, chegou a ser de 700 milhões de dólares).